Início Coluna Cirurgias plásticas mal sucedidas: o que fazer para evitar erros e escolher um médico confiável

Cirurgias plásticas mal sucedidas: o que fazer para evitar erros e escolher um médico confiável

por Redação CPAH

Por Dr. Gustavo Capobianco

Quando se trata de cirurgias plásticas, a busca pelo corpo perfeito pode acabar se transformando em um verdadeiro pesadelo caso algo dê errado. Infelizmente, histórias de pacientes insatisfeitos com seus procedimentos são mais comuns do que se imagina, e muitas vezes os médicos são culpados por erros graves que podem deixar sequelas irreversíveis. Ainda assim, é possível escolher um profissional confiável e minimizar os riscos de complicações.

Um exemplo recente foi relatado no Fantástico, o caso de dois médicos denunciados por cerca de 60 mulheres por realizarem cirurgias plásticas mal feitas no Rio de Janeiro e na Bahia. As pacientes sofreram complicações graves, incluindo relatos de procedimentos realizados sem anestesia. As denúncias começaram após uma paciente expor o caso na internet, o que chamou a atenção de outras vítimas.

Mas como evitar complicações? Segundo Gustavo Capobianco, médico especialista em cirurgia plástica, para escolher um bom profissional para realizar a cirurgia plástica, é recomendável pesquisar e buscar referências de pacientes anteriores. É importante verificar se o médico possui registro no Conselho Federal de Medicina e se possui especialização na área da cirurgia plástica. Além disso, é recomendável marcar uma consulta com o médico antes da cirurgia para tirar todas as dúvidas e verificar se há uma boa comunicação e empatia entre o médico e o paciente,

Mas Gustavo afirma que nem sempre os erros em cirurgias são culpa do médico. “Existem diversos fatores que podem influenciar no resultado final de uma cirurgia, como o próprio organismo da paciente e possíveis complicações inesperadas durante o procedimento”, explica. No entanto, ele ressalta a importância de escolher um médico experiente e qualificado, além de seguir todas as orientações pré e pós-operatórias para evitar possíveis complicações.

Seguem abaixo algumas dicas de Capobianco para escolher um bom profissional e evitar erros médicos em cirurgias plásticas:

  1. Verifique se o médico é credenciado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e pelo Conselho Regional de Medicina (CRM). Isso garante que o profissional passou por uma formação adequada e está apto a realizar cirurgias plásticas.

  2. Pesquise sobre a reputação do médico. É importante buscar referências, ler avaliações de outros pacientes e saber sobre a experiência do profissional na área.

  3. Verifique se o médico possui hospital credenciado para a realização de procedimentos cirúrgicos. Isso garante que ele trabalha em um ambiente seguro e com a infraestrutura necessária para a realização da cirurgia.

  4. Certifique-se de que o médico realiza a cirurgia que você deseja com frequência e possui experiência na técnica específica que será utilizada.

  5. Evite a busca por preços muito baixos. Cirurgias plásticas não são baratas e, geralmente, o preço reflete a qualidade do serviço prestado. Desconfie de preços muito abaixo da média e verifique se o orçamento apresentado inclui todos os custos do procedimento.

Por fim, é importante lembrar que o sigilo médico não pode ser usado para impedir que pacientes denunciem erros médicos ou complicações durante uma cirurgia. Todos têm o direito de buscar reparação caso sejam vítimas de erros médicos.

Sobre Gustavo Capobianco

O médico Dr. Gustavo Capobianco é formado em medicina pela Universidade Federal do Rio Grande. Fez residência em cirurgia geral pela Santa Casa do Rio Grande e é pós-graduado em cirurgia plástica e cirurgia da mão pela Santa Casa do Rio de Janeiro. É especialista em cirurgia plástica pela SBCP e atuou com professor da pós-graduação da santa Casa do Rio de Janeiro. Atualmente é chefe do serviço de cirurgia plástica do Hospital das Cataratas em Foz do Iguaçu e é proprietário da clínica Capobianco.

Alguns destaques

Deixe um comentário

dezenove − 3 =

Translate »