Início Coluna Relação entre alto QI e sonolência ao tomar café: uma abordagem neurocientífica

Relação entre alto QI e sonolência ao tomar café: uma abordagem neurocientífica

por Dr. Fabiano de Abreu Agrela Rodrigues

Este artigo explora a relação entre alto QI e sonolência ao tomar café, investigando os mecanismos neurocientíficos subjacentes. Abordamos a influência da dopamina na cognição, sono e metabolismo da glicose, destacando como indivíduos com alto QI podem apresentar uma resposta atípica à cafeína.

A cafeína é um estimulante amplamente utilizado para aumentar a vigília e o desempenho cognitivo. No entanto, alguns indivíduos com alto QI experimentam sonolência ao invés de energização após o consumo de café. Este artigo investiga as possíveis causas dessa resposta atípica, focando na neurobiologia da dopamina e seu papel na cognição, sono e metabolismo da glicose.

Dopamina e Alto QI:

Indivíduos com alto QI frequentemente apresentam características neurobiológicas distintas, incluindo:

  • Receptores de dopamina mais eficientes: Maior sensibilidade à dopamina, resultando em melhor desempenho em tarefas cognitivas.
  • Níveis mais altos de dopamina no córtex pré-frontal: Área do cérebro associada ao planejamento, atenção e tomada de decisão.
  • Maior sensibilidade à recompensa: Maior prazer em resposta ao aprendizado e resolução de problemas.

Relação entre Dopamina e Café:

A cafeína aumenta a produção e modula a atividade da dopamina no cérebro, levando a:

  • Aumento da motivação: A dopamina aumenta a vontade de agir e iniciar tarefas.
  • Recompensa intensa: A dopamina intensifica a sensação de prazer e recompensa, reforçando comportamentos positivos.
  • Cognição otimizada: A dopamina otimiza a atenção, foco e memória de trabalho.

Dopamina e Sono:

A dopamina também influencia o sono através de:

  • Inibição da norepinefrina: A dopamina inibe a produção de norepinefrina, um neurotransmissor que promove a vigília.
  • Aumento da melatonina: A dopamina aumenta a produção de melatonina, o hormônio do sono.

Dopamina, Glicose e Alto QI:

A dopamina e a glicose estão interligadas:

  • Regulação do açúcar no sangue: A dopamina aumenta a sensibilidade à insulina, regulando os níveis de glicose no sangue.
  • Níveis baixos de dopamina: Podem levar à resistência à insulina e diabetes tipo 2.

Em pessoas com alto QI:

  • Resposta à cafeína mais intensa: Sonolência em vez da vigília devido à maior sensibilidade à dopamina e à glicose.
  • Níveis elevados de dopamina: Hiperatividade mental dificulta o relaxamento necessário para dormir.
  • Consumo rápido de glicose: Processamento mental intenso leva à fadiga e sonolência.

A resposta atípica à cafeína pode ser explicada por características neurobiológicas únicas de indivíduos com alto QI, como maior sensibilidade à dopamina e à glicose. Mais pesquisas são necessárias para explorar completamente essa relação e desenvolver intervenções personalizadas para otimizar o desempenho e o bem-estar de indivíduos com alto QI.

Não existe um padrão definido, pois diversos elementos, como fatores genéticos e ambientais, a quantidade e a duração do consumo de café, bem como variáveis psicológicas, medicamentos e o uso simultâneo de substâncias, podem exercer influência.

Referências:

2 – https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/9501743/

3 – https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2710773/

4 – https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/11164755/

5 – https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/19338508/

6 – https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4265662/

8 – https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/18003850/

9 – https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/17425231/

10 – https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3433285/

11 – https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4166230/

CPAH – Centro de Pesquisa e Análises Heráclito

O CPAH, que significa Centro de Pesquisa e Análises Heráclito, é uma instituição dedicada à excelência em pesquisas, laboratório avançado, formação de pesquisadores, publicação de revista científica, recolocação profissional, registro de método, capacitação profissional e oferta de cursos especializados.

Destacamo-nos como os criadores do inovador projeto GIP – Genetic Intelligence Project, pioneiro na elaboração do primeiro relatório de inteligência por meio de testes genéticos, proporcionando uma estimativa precisa do QI humano.

Convidamos você a explorar mais sobre nossas atividades e conquistas em www.cpah.eu. Estamos comprometidos em impulsionar a pesquisa, inovação e desenvolvimento profissional, contribuindo para o avanço da ciência e da inteligência humana.

Alguns destaques

Deixe um comentário

18 + 3 =

Translate »