Início Coluna Saúde: conheça sinais e dicas de tratamento da Bulimia

Saúde: conheça sinais e dicas de tratamento da Bulimia

por Redação CPAH

Por Patrícia Santiago

Há muito tempo vivemos em busca do corpo perfeito, das curvas. Temos relatos que o termo Bulimia nervosa provém do grego, onde “bous” significa boi e “limos” fome, entendendo que um homem poderia comer um boi ou quase. O termo Boulimos já era usado séculos antes de Cristo. Hipócrates o usava para designar uma fome doentia, que não era igual a fome fisiológica.

E cada vez mais tem se visto o aumento do número de pessoas com transtornos ligados a imagem corporal. O conceito atual de beleza encaixa-se dentro do padrão de magreza ou de “boa forma”, o que vem gerando em muitas pessoas comportamentos de risco, tais como dietas restritivas. A perda do equilíbrio somado a vários fatores associados, ou seja, os distúrbios alimentares, podem ser responsáveis pelo  surgimento de alguns transtornos, como Bulimia, Anorexia, entre outros.

Segundo a Dra.Patrícia Santiago, pós graduada em Nutrologia, a Bulimia nervosa é um transtorno que possui episódios de ingestão de uma grande quantidade de alimentos, em um espaço curto de tempo. Conforme ela, o indivíduo apresenta falta de controle durante as crises e tem comportamento inadequado com objetivo de prevenir o aumento de peso e aliviar sua culpa e vergonha pela falta de controle na hora de comer. “Por essa razão faz uso excessivo de laxantes, diuréticos e/ou outros medicamentos, jejuns ou exercícios físicos intensos e também a auto indução do vômito após os episódios”, alertou.

Patrícia reforça que estes episódios ocorrem às escondidas na grande maioria das vezes e são acompanhados de sentimentos de intensa vergonha, culpa e desejos de autopunição. Os estudos mostram que os fatores para o desenvolvimento dos distúrbios são biológicos, pressão social , familiar e genético.

‘’A maioria das pessoas com transtorno alimentar apresenta traços de personalidade comuns como: baixa autoestima, medo de se tornarem gordas, desesperança. Sendo avaliado que a autoestima desses pacientes é influenciada pelo peso e a forma do corpo. O transtorno parecer ser uma forma de lidar com uma série de estados emocionais e o stress”, falou.

Ainda conforme a profissional, existem também os sinais físicos mais comuns. Entre eles estão: O efeito sanfona (mudança frequente de peso, tanto ganho como perda); tonturas e desmaios.

“Devido aos episódios de vômitos, o paciente pode apresentar inchaço nas bochechas, mal hálito, danos nos dentes(erosão do esmalte dentário devido a acidez do suco gástrico). O vômito também espolia potássio podendo causar arritmia cardíaca. Também pode haver alteração do fluxo menstrual. Os transtornos alimentares podem afetar qualquer pessoa e, por isso, precisamos atentar para os sinais psicológicos e comportamentais. Mas os sinais mais comuns são os físicos que já citamos”, citou.

Sobre o tratamento, Patrícia explica que se faz necessário um acompanhamento multidisciplinar que envolve médico, nutricionista e psicólogo. “A primeira coisa a ser feita caso tenha ou conheça alguém com os sintomas de bulimia é conversar e ter clareza que se trata de uma doença que ajuda e tratamento”, disse.

“Entender o comportamento bulímico e suas alterações é o começo para o tratamento nutricional da bulimia. O conhecimento somado a normalização do padrão alimentar com a interrupção dos episódios bulímicos e práticas compensatórias como as medidas purgativas e restritivas são aliados no tratamento. Orientação nutricional com ganho de peso e identificação de alterações psicológicas que reforcem o transtorno alimentar e a psicoterapia têm importância muito grande para a recuperação dos pacientes e familiares, além da farmacoterapia, se necessário”, emendou.

Sobre Patrícia Santiago

Patrícia é graduada em medicina  pela Universidade Estadual do Amazonas desde 2013, com pós graduação em Nutrologia. Atua na área de emagrecimento e performance desde 2015 com ampla experiência no acompanhamento de pacientes bariátricas. No momento desenvolvendo a comunicação digital para pacientes com foco em reeducação alimentar, mudança de estilo de vida e alta performance.

Alguns destaques

Deixe um comentário

17 + dezoito =

Translate »