Início Coluna Próteses de quadril modernas: veja como isso tem melhorado a vida de quem usa

Próteses de quadril modernas: veja como isso tem melhorado a vida de quem usa

Quando está em plena harmonia, esse sistema permite que a pessoa execute atividades básicas do dia-a-dia, como sentar, vestir suas roupas, subir escadas, correr, agachar, cruzar as pernas, entre muitos outros movimentos.

por Redação CPAH

Por Dr. David Gusmão

Os avanços tecnológicos vêm ajudando e muito no que se diz respeito à qualidade de vida. O quadril, por exemplo, é uma das articulações fundamentais para o funcionamento pleno do corpo. Afinal, ele é formado pelo fêmur (osso da coxa) e o acetábulo (uma parte do osso da bacia), além de outras estruturas, como músculos, cartilagem, ligamentos e nervos. Todo esse conjunto revela que esta é uma das principais articulações de carga do corpo humano.

Quando está em plena harmonia, esse sistema permite que a pessoa execute atividades básicas do dia-a-dia, como sentar, vestir suas roupas, subir escadas, correr, agachar, cruzar as pernas, entre muitos outros movimentos. Só que muitos brasileiros não podem desfrutar isso. Exemplo disso é que cerca de 15 milhões de pessoas no Brasil sofrem de algum tipo de artrose.

Para recuperar a qualidade de vida, é comum que a pessoa coloque uma prótese naquela região. Segundo o médico ortopedista Dr. David Gusmão, as técnicas atuais têm trazido uma melhora significativa para a pessoa. “Depois de sofrer com as dores, ao colocar a prótese a condição apresenta resultados tão positivos que há aqueles que até se aventuram em fazer atividades físicas mais intensas”. Logicamente, é preciso cautela e atenção para quem deseja praticar estes exercícios, reforça o médico.

 “As próteses são excelentes para que a pessoa restaure sua mobilidade, mas é preciso tomar os cuidados para que elas não sofram um desgaste prematuro. Tendo a orientação correta e sabendo ter um autocuidado, a expectativa é muito positiva”.

Para quem precisa colocar a prótese, o médico lembra que “o acompanhamento e a fisioterapia neste primeiro momento são vitais. No primeiro momento este suporte é necessário exatamente para o corpo se adaptar bem à essa prótese. Depois disso ela poderá ter uma vida normal e inclusive praticar diversos esportes e atividades que lhe der prazer e vontade”.

E o melhor de tudo é que, conforme lembra o Dr. David, as melhores próteses do mercado tem grande durabilidade, podendo ultrapassar 30 anos, quando um bom modelo for escolhido. Tudo isso, é claro, sem esquecer que “as próteses são mecanismos ‘biônicos’, ou seja, estão sujeitos a desgastes assim como o quadril natural sofreu também, por isso é sempre bom procurar o médico ao menor sinal de um incômodo aqui ou ali”, acrescenta. “Afinal, como diria aquele velho conselho, cuidado e prudência não faz mal a ninguém”, finaliza.

Sobre Dr. David Gusmão

Formado em Medicina pela PUC-RS, carrega no sangue a paixão pela medicina e a ortopedia. Membro de uma família com muitos profissionais desta área, cresceu acompanhando os parentes em treinamentos e cirurgias, o que despertou uma paixão pela profissão. Acompanhou a primeira cirurgia de um paciente quando tinha 11 anos de idade. Aos 14, já acompanhava o pai em congressos e seminários sobre o assunto. Anos depois, quando era estudante, já auxiliava o pai e os professores em procedimentos cirúrgicos. Após a graduação, fez a residência na Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre e fez especialização em quadril em Curitiba, na Inglaterra (Oxford e Exeter – no Princess Elizabeth Orthopaedic Centre) e na Itália, (em Bologna – no Instituto Rizzoli).

Alguns destaques

Deixe um comentário

dezessete − três =

Translate »