Início Coluna Estudo de pesquisadora brasileira revela que Ordem dos Alimentos pode influenciar no emagrecimento

Estudo de pesquisadora brasileira revela que Ordem dos Alimentos pode influenciar no emagrecimento

Médica Lorena Balestra publicou estudo sobre como a ordem dos alimentos podem alterar a saciedade

por Redação CPAH

Por Dra. Lorena Balestra

A busca por uma alimentação saudável e eficaz para o emagrecimento pode ter ganhado um novo aliado: a sequência dos alimentos no prato. Conforme o estudo recente da médica Dra. Lorena Balestra, especialista em emagrecimento saudável, começar as refeições com saladas, legumes, verduras e proteínas, deixando os carboidratos por último, pode fazer diferença na perda de peso e na manutenção do peso ideal.

Segundo a revisão bibliográfica feita pela pesquisadora, a ordem é um fator muito importante a ser considerado quando pensamos em emagrecimento e nutrição. “Estudos têm mostrado que essa abordagem pode ter impactos significativos na regulação dos níveis de insulina e na sensação de saciedade durante a refeição”, destaca a especialista.

A Dra. Lorena explica que a ordem está diretamente relacionada à forma como nosso corpo processa e absorve os nutrientes. “Ao priorizarmos a ingestão de proteínas, legumes e saladas no início da refeição, estamos proporcionando uma digestão mais lenta e equilibrada, o que contribui para evitar os temidos picos de insulina”, ressalta a médica.

Esses picos de insulina estão associados ao acúmulo de gordura e ao aumento da sensação de fome em um curto espaço de tempo, levando a comer novamente pouco tempo após a refeição. “Ao optarmos por alimentos digeridos mais lentamente, como as proteínas e os vegetais, conseguimos prolongar a sensação de saciedade, o que é fundamental para quem busca controlar o peso”, acrescenta a especialista.

Essa abordagem nutricional, baseada em uma sequência estratégica de alimentos, pode ser um aliado poderoso no controle do peso e na manutenção de uma alimentação saudável. À medida que a ciência avança, compreendendo melhor como nosso corpo reage aos alimentos, estamos cada vez mais próximos de uma abordagem nutricional mais eficiente e personalizada para atender às necessidades individuais.

Pesquisas são necessárias para descobrir mais sobre o assunto. 

Sempre consulte um profissional de saúde qualificado para obter orientações personalizadas e seguras sobre a melhor abordagem nutricional para suas necessidades individuais.

Sobre a Dra. Lorena Balestra

Lorena é médica pós-graduada em nutrologia e endocrinologia. Em 2013 fez um workshop de biologia molecular na Michigan State University, em Michigan. Pesquisadora no CPAH – Centro de Pesquisa e Análises Heráclito.

Alguns destaques

Deixe um comentário

vinte − nove =

Translate »