Início Coluna Endometriose: Especialista explica doença que atinge Anitta, Kelly Key e Larissa Manoela

Endometriose: Especialista explica doença que atinge Anitta, Kelly Key e Larissa Manoela

De acordo com o médico especialista em ginecologia e obstetrícia, Dr. Alexandre Silva e Silva existem diversos tipos de endometriose que podem afetar os pacientes

por Redação CPAH


Por Dr. Alexandre Silva e Silva

A endometriose é uma doença crônica em que o tecido semelhante ao revestimento do útero (endométrio) cresce fora do útero, geralmente nos ovários, trompas de falópio e outros órgãos pélvicos, o que pode causar dor intensa durante o período menstrual, dor pélvica crônica, sangramento irregular e dificuldades para engravidar.

A doença ganhou repercussão após diversas famosas como as cantoras Anitta, Kelly Key e as atrizes Brendha Haddad e Larissa Manoela, mas de acordo com um levantamento do Science Translational Medicine, a endometriose afeta cerca de 180 milhões de mulheres no mundo e 7 milhões apenas no Brasil.

Sintomas e diagnóstico de endometriose

De acordo com o médico especialista em ginecologia e obstetrícia, Dr. Alexandre Silva e Silva, o diagnóstico precoce é importante para melhores resultados no tratamento da doença.

O diagnóstico precoce é importante para melhorar a qualidade de vida das mulheres e obter melhores resultados no tratamento, por isso, é importante manter os exames de rotina em dia e estar atenta aos sintomas da doença”.

Os principais sintomas da endometriose são dores pélvicas intensas e duradouras, especialmente durante o período menstrual, dor durante a relação sexual, desconforto ao urinar ou evacuar, e sangramento irregular. Além disso, a endometriose pode levar a cólicas abdominais intensas, fadiga, náuseas e até mesmo dificuldade para engravidar” Pontua Dr. Alexandre Silva e Silva.

Quem tem endometriose pode engravidar?

Apesar de dificultar a concepção e fertilidade é possível engravidar mesmo tendo endometriose, mas estima-se que apenas cerca de 50% das pacientes consegue prosseguir com a gestação, por isso, se houver esse desejo deve-se conversar com o profissional e realizar o acompanhamento adequado para facilitar a gravidez” Explica Dr. Alexandre Silva e Silva.

Tratamento para endometriose

Os principais tratamentos para endometriose incluem o uso de medicamentos que ajudam a aliviar a dor e controlar o crescimento do tecido endometrial fora do útero. Outra abordagem é a terapia hormonal que ajuda a reduzir o crescimento do tecido endometrial e bloquear a menstruação”. 

Mas em casos mais graves, a depender da evolução da doença, a histerectomia (remoção do útero) pode ser considerada como último recurso de tratamento” Explica Dr. Alexandre Silva e Silva.

Sobre o Dr. Alexandre Silva e Silva
O Dr. Alexandre Silva e Silva, se formou em 1995 na Faculdade de Ciências Médicas de Santos em medicina. Sua especialização é em Cirurgia Minimamente Invasiva e Cirurgia Robótica. Além disso, possui certificação em cirurgia robótica em 2007 no Hospital Metodista de Houston. Certificação em cirurgia robótica single site em 2016 em Atlanta. É mestre em ciências pela Universidade de São Paulo em 2019 e foi pioneiro em cirurgia minimamente invasiva a partir do ano de 1998, dando aulas de vídeo cirurgia desde então. É referência em videolaparoscopia e cirurgia robótica.

Alguns destaques

Deixe um comentário

2 × um =

Translate »