Início Coluna Compulsão alimentar: veja quais principais sintomas e formas de tratar transtorno que atinge milhares de pessoas

Compulsão alimentar: veja quais principais sintomas e formas de tratar transtorno que atinge milhares de pessoas

por Redação CPAH

Por Dr. Tasso Carvalho

Pelo menos 4,7% da população brasileira, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), sofrem de transtornos alimentares, que são um conjunto de doenças psiquiátricas de origem genética, hereditárias, psicológicas e/ou sociais, caracterizadas por perturbação persistente na alimentação. Entre os jovens, o índice pode chegar a espantosos 10%.

De acordo com o médico Tasso Carvalho, a alimentação saudável e adequada é um direito básico, que, no entanto, nem sempre é tido por uma quantidade gigantesca de pessoas.

As práticas de emagrecimento vêm aumentando de forma alarmante, especialmente os transtornos alimentares (TAs), e isso começa a preocupar os especialistas, tornando-se importante problema de saúde pública.

“Os transtornos mais comuns são a anorexia nervosa, a bulimia nervosa e o transtorno da compulsão alimentar, sendo transtornos de origem multifatorial. A compulsão alimentar, em questão, é caracterizada pelo consumo de uma grande quantidade de alimentos em um curto espaço de tempo. Em momentos de ansiedade, a pessoa acaba “descontando” seus sentimentos na comida. Quando alguém tem o transtorno, muitas vezes o observa tarde demais”, pontuou.

Após o episódio de compulsão alimentar, a pessoa sente-se culpada por não ter conseguido controlar-se diante da comida, por ter exagerado na alimentação mesmo sem estar fisicamente com fome e, consequentemente, haverá a condenação de si, a auto-recriminação.

“Isso acaba gerando ainda mais ansiedade e fazendo com que o ciclo se repita é parece não ter fim, mas tem”, disse.

De acordo com o Ministério da Saúde, as metas do tratamento dos TAs incluem a regularização do padrão alimentar, suspensão das práticas purgativas, restritivas e orientação nutricional, além do tratamento psicológico e psiquiátrico.

“Alimentar-se corretamente e ajustar os horários da alimentação contribui para evitar a compulsão alimentar. O acompanhamento multiprofissional é fundamental para esses casos” finalizou.

Sobre Dr. Tasso Carvalho

Tasso Carvalho é Mestre em Ciências da Saúde pelo Programa de Pós-graduação Strictus Sensus da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia e é médico pela pela Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública (EBMSP). Tasso também é nutrólogo pela Associação Brasileira de Nutrologia (Abran e AMB). Foi Coordenador do Curso de Medicina na Universidade Estadual Sudoeste da Bahia (UESB) durante dois anos. O médico criou a Integrative Academy, uma plataforma onde já ministrou 13 cursos que abordam o reequilíbrio fisiológico através das terapias de homeostase hormonal, da base da fisiologia à terapêutica.
Registros: CRM 18983

Alguns destaques

Deixe um comentário

catorze − 9 =

Translate »