Início Coluna Médica alerta perigos da dieta biogênica que fez Gaby Amarantos perder 14kg em poucos dias

Médica alerta perigos da dieta biogênica que fez Gaby Amarantos perder 14kg em poucos dias

Patrícia Santiago explica que a dieta não é a melhor opção para quem quer perder peso de maneira eficiente

por Redação CPAH

Por Dra. Patrícia Santiago

A cantora Gaby Amarantos surpreendeu seus seguidores no Instagram ao compartilhar sua jornada de perda de peso, que atribuiu a uma mudança radical em sua alimentação, adotando a “alimentação biogênica”. Amarantos revelou ter perdido impressionantes 14 quilos em poucos dias com essa nova abordagem. Mas especialistas estão alertando para os perigos da estratégia de alimentação, se não administrada de maneira correta.

De acordo com a médica Patrícia Santiago, a alimentação biogênica se concentra em alimentos “vivos”, consumindo alimentos por necessidade, em oposição ao prazer ou ao simples desejo, “Os alimentos biogênicos incluem sementes de girassol, castanhas, amêndoas, nozes, brotos, grãos germinados, frutas e vegetais crus, excluindo alimentos processados. Muito parecido com a dieta crudívora. A ideia por trás dessa dieta é escolher alimentos que “geram vida”, como sementes germinadas, porque eles realmente têm o potencial de criar vida”, eexplica a profissional

Segundo Patrícia, incorporar alimentos biogênicos e bioativos na dieta diária pode ser benéfico para a saúde. Esses alimentos são ricos em nutrientes e têm alta biodisponibilidade, o que significa que nossos corpos podem absorver seus nutrientes de forma mais eficaz. Comer mais verduras, frutas, legumes, cereais e proteínas vegetais de qualidade pode contribuir para melhorar a saúde geral.

Mas embora a alimentação biogênica tenha atraído a atenção de Gaby Amarantos e de muitas outras pessoas, é importante destacar que não há evidências científicas suficientes que comprovem os benefícios reais dessa dieta, mas não há muitos dados também sobre possíveis efeitos colaterais ou perigos, pois o tema é pouco pesquisado. A médica destaca que aderir estritamente a essa abordagem sem acompanhamento nutricional pode ser desafiador e, em alguns casos, pode levar a efeitos colaterais, como dores de cabeça, febre e desconforto abdominal.

Ela sugere que pode ser saudável, se aplicado de maneira correta, mas é crucial o acompanhamento de um nutricionista ou médico, pois serão necessários quantidades maiores desses alimentos para consumir as calorias diárias necessárias, “Já utilizar apenas como modo de perder peso, sem cuidar da questão nutricional, é sim um perigo e traz diversos efeitos perigos. Nesse caso, se for exclusivamente para emagrecer, em vez de adotar extremos, é mais sensato equilibrar a dieta, incluindo alimentos biogênicos em um contexto mais amplo e variado. A mudança abrupta de uma dieta rica em alimentos ultraprocessados para uma baseada apenas em alimentos vivos pode não ser adequada para todos e pode resultar em desconfortos”, acrescenta a especialista.

Ela ressalta que o incentivo a uma alimentação saudável é sempre válido, mas é essencial procurar orientação profissional para criar um cenário alimentar que seja equilibrado e atenda às necessidades individuais, evitando extremismos e restrições severas apenas para perder peso. Consultar um nutricionista ou médico é a melhor maneira de garantir que sua dieta seja saudável e sustentável a longo prazo.

Sobre Patrícia Santiago

Patrícia é graduada em medicina  pela Universidade Estadual do Amazonas desde 2013, com pós graduação em Nutrologia. Atua na área de emagrecimento e performance desde 2015 com ampla experiência no acompanhamento de pacientes bariátricas. No momento desenvolvendo a comunicação digital para pacientes com foco em reeducação alimentar, mudança de estilo de vida e alta performance.

Alguns destaques

Deixe um comentário

oito + doze =

Translate »