Início Coluna Alimentação: sementes devem ser consumidas inteiras ou trituradas?

Alimentação: sementes devem ser consumidas inteiras ou trituradas?

por Redação CPAH

Por Patrícia Santiago

As sementes são ótimos alimentos para equilibrar e regular as funções do nosso intestino. Conhecidas por completarem uma alimentação saudável e tornar o nosso organismo mais nutrido, algumas sementes merecem atenção especial para fazer parte integral das nossas refeições do dia a dia. Pequenas no tamanho, mas gigantescas em relação aos poderes e benefícios, esses notáveis alimentos se tornaram um ingrediente responsável por turbinar a dieta e favorecer, até mesmo, um emagrecimento natural do corpo.

As afirmações são da médica pós graduada em Nutrologia, Patrícia Santiago. “Sempre ouço a seguinte pergunta no consultório : o melhor é consumir as sementes trituradas ou inteiras? Eu respondo lembrando de como ocorre a digestão nas aves. Todo mundo sabe que os mamíferos possuem dentes e usam-nos para triturarem o alimento antes de engolir, não é verdade? A sua mãe já deve ter recomendado várias vezes: filho, mastigue bem a comida antes de engolir, hein! Mas as aves são banguelas, ou seja, não possuem dentes e engolem o alimento sem mastigar”, disse.

Patrícia ainda levantou uma outra questão que pode ser comum: como as aves que comem grãos e sementes resolvem o problema? “É fácil: possuem uma solução alternativa aos dentes, seu estômago é dividido em proventrículo e moela, sendo esse último um órgão muscular triturador.  Após serem amolecidos no papo, os alimentos vão para o proventrículo, também chamado de estômago químico. No proventrículo, o alimento é misturado a enzimas digestivas e encaminhado para o estômago mecânico, conhecido como moela, onde são triturados”, respondeu.

Patrícia reforça que é importante ressaltar que a absorção de um nutriente pelo trato digestivo dependerá do acesso ao mesmo, neste caso uma semente que tem a casca fibrosa. Porém, também conforme ele, a casca reduz o contato das enzimas digestivas e outros fatores da digestão com os nutrientes do seu interior, note que sementes de flor, por exemplo, saem inteiras nas fezes.

“Então, para usufruir dos benefícios é necessário romper sua ‘casca’ para que seus nutrientes estejam disponíveis e possam ser absorvidos pelo organismo, porque caso as sementes passem intactas pelo aparelho digestivo, reduzindo a absorção dos nutrientes. Não existe estudo demonstrando o quanto de nutrientes são possíveis absorver das sementes inteiras. Mas sabemos que mantém principalmente a formação e aumento do bolo fecal e estimula o trânsito intestinal. Por isso, o ideal é triturar as sementes para obter a maior parte do nutrientes no processo de digestão”, confirmou.

Relembra também que é importante ressaltar que esses alimentos apresentam um elevado teor de gordura e podem estragar quando armazenados de forma inadequada e em contato com a luz e o calor. A oxidação e a rancificação são mais comuns. “Por exemplo, se você triturar a semente de linhaça para aproveitar melhor a liberação da gordura rica em ômega 3, a tendência é ocorrer a oxidação. Quando triturar ou bater a semente no liquidificador, o correto é triturar e consumir logo em seguida”, contou.

“Devido a oxidação e a rancificação, fácil de observar basta cortar uma fruta, por exemplo, que enzimas rapidamente catalisam a oxidação, deixando a face exposta com uma cor escura. Este escurecimento enzimático leva à formação de pigmentos, tais como a melanina. Os produtos desta reação, chamados radicais-livres, são extremamente reativos, produzindo compostos responsáveis pelo mau odor e pela rancificação que é a alteração da gordura, levando à perda do valor nutritivo. Você pode usar um moedor de grãos ou um moedor de café para fazer farinha de linhaça em casa. Todas as sementes começam a degradar assim que estão moídas, então é mais nutritivo quando moído na hora em sua cozinha e usada no mesmo dia”, emendou.

Alimentos que são fontes de fibras, magnésio, selênio e gorduras saudáveis, são alimentos que melhoram a imunidade, regularizam o trato gastrointestinal e protegem o coração de doenças, aponta Patrícia. “Podemos consumir no preparo de várias refeições como saladas, bolos, pães , tortas ou somente com frutas, ótima opção para um lanche rápido e saudável. Aproveite e não esqueça de consumir água, para ajudar no trânsito intestinal”, falou.

Sobre Patrícia Santiago

Patrícia é graduada em medicina  pela Universidade Estadual do Amazonas desde 2013, com pós graduação em Nutrologia. Atua na área de emagrecimento e performance desde 2015 com ampla experiência no acompanhamento de pacientes bariátricas. No momento desenvolvendo a comunicação digital para pacientes com foco em reeducação alimentar, mudança de estilo de vida e alta performance.

Alguns destaques

Deixe um comentário

20 − 11 =

Translate »