Início ColunaNeurociências O Teste de QI mais reconhecido globalmente e seu funcionamento

O Teste de QI mais reconhecido globalmente e seu funcionamento

No entanto, é possível obter um "índice composto" superior a 180, embora isso seja extremamente raro.

por GIP – Genetic Intelligence Project

O WAIS (Wechsler Adult Intelligence Scale) é um dos testes de QI mais utilizados no mundo. A versão mais recente, o WAIS-IV, tem uma pontuação máxima de 160. No entanto, é possível obter um “índice composto” superior a 180, embora isso seja extremamente raro.

Como isso é possível?

O WAIS-IV é composto por 10 subtestes que avaliam diferentes habilidades cognitivas, como raciocínio verbal, raciocínio espacial, memória de trabalho e velocidade de processamento. A pontuação em cada subteste é convertida em um “índice escalar” com média de 100 e desvio padrão de 15.

O “índice composto” é calculado a partir da média ponderada dos índices escalares dos subtestes. Os pesos são atribuídos de acordo com a importância de cada subteste para a inteligência geral.

Se uma pessoa obtiver um desempenho excepcionalmente alto em alguns subtestes, é possível que seu índice composto seja superior a 180. No entanto, isso significa que ela teria que ter um desempenho muito acima da média em pelo menos algumas áreas.

É importante ressaltar que:

  • Obter um índice composto superior a 180 no WAIS-IV é extremamente raro.
  • A pontuação em um teste de QI não é o único indicador de inteligência, sendo necessária a análise do desenvolvimento cognitivo global.

Se você está buscando uma pontuação alta no WAIS-IV, é importante:

  • Fazer o teste em um ambiente tranquilo e sem interrupções.
  • Ler as instruções cuidadosamente antes de começar o teste.
  • Responder as perguntas da forma mais honesta e precisa possível.
  • Não se preocupar com o tempo, pois o mais importante é acertar o máximo de questões possível.

Alguns destaques

Deixe um comentário

11 − 7 =

Translate »