Início NotíciasCiência Novo estudo revoluciona compreensão da água: Não uma, mas duas formas líquidas

Novo estudo revoluciona compreensão da água: Não uma, mas duas formas líquidas

Esta descoberta abre novas possibilidades para a dessalinização da água do mar, um avanço que poderia transformar a maneira como acessamos água potável.

por Redação CPAH

Universidade de Aveiro, Portugal – Um estudo inovador conduzido pela Universidade de Aveiro desafia a compreensão tradicional da água, sugerindo que não é um, mas dois líquidos entrelaçados. Esta descoberta abre novas possibilidades para a dessalinização da água do mar, um avanço que poderia transformar a maneira como acessamos água potável.

Utilizando técnicas pioneiras, a equipe liderada por Luís Carlos e incluindo Fernando Maturi, Ramon Filho, e Carlos Brites, recorreu a nanopartículas emissoras de luz para analisar o movimento das moléculas de água. “Abaixo dos 45 ºC, detectamos uma alternância entre estados líquidos de baixa e alta densidade (LDL e HDL), que influenciam a velocidade das nanopartículas,” explica Luís Carlos, parte da equipe do Departamento de Física e do Instituto de Materiais de Aveiro (CICECO).

A pesquisa mostra que o LDL é 20% menos denso que o HDL. Este fenômeno não só muda nossa compreensão da água como também sugere uma abordagem mais eficiente para a dessalinização. “A manipulação dessas duas formas pode nos ajudar a remover o sal da água do mar com mais eficiência,” antecipa Luís Carlos.

Este estudo traz à tona uma teoria proposta há mais de um século pelo físico alemão Wilhelm Röntgen, ganhador do primeiro Prémio Nobel da Física. “Embora esta ideia de duas formas de água coexistindo a temperaturas baixas fosse conhecida, comprovar isso à temperatura ambiente foi um desafio,” acrescenta o investigador.

A equipe de Aveiro colaborou também com a Universidade de Singapura e o Harvey Mudd College nos Estados Unidos, refletindo um esforço internacional em entender melhor os segredos da água.

Este estudo não é apenas um marco científico, mas também um possível catalisador para inovações em tecnologias de água, potencialmente beneficiando regiões ao redor do mundo afetadas pela escassez de água.

Alguns destaques

Deixe um comentário

dezesseis + 15 =

Translate »