Início Coluna Cérebro da mulher sofre alterações para a maternidade durante gravidez, aponta estudo

Cérebro da mulher sofre alterações para a maternidade durante gravidez, aponta estudo

por Redação CPAH

Por Dr. Fabiano de Abreu Agrela Rodrigues

A gravidez é um momento muito importante na vida da mulher e continua sendo um desejo bastante comum, mas além das alterações físicas que ocorrem durante esse processo, também acontecem mudanças no cérebro para que a mulher posso se tornar uma mãe.

Segundo um estudo realizado pelo Centro Médico da Universidade de Amsterdã, publicado na revista científica Nature Communications, a gravidez gera um aumento significativo de hormônios esteróides no corpo da mulher, o que faz com  que ocorram alterações no cérebro.

A gravidez leva a mudanças seletivas e robustas na arquitetura neural e na organização das redes neurais […] Essas alterações neurais se correlacionaram com os hormônios da gravidez, principalmente o estradiol do terceiro trimestre […] Esses achados sugerem que existem modificações seletivas relacionadas à gravidez na estrutura e função cerebral que podem facilitar os processos maternos periparto de relevância fundamental para a díade mãe-bebê” Afirma o artigo.

De acordo com o Pós PhD em neurociências, Dr. Fabiano de Abreu Agrela, essas mudanças colaboram para que a mãe possa compreender e proteger melhor o bebê.

As mudanças demonstradas pelo estudo convergem para a modulação da mulher para se tornar uma mãe, por exemplo, a falta de memória que diversas mulheres relatam é fruto da sua atenção mais direcionada ao bebê, que a faz notar menos detalhes externos a ele”.

As alterações mais intensas foram notadas no córtex pré-frontal medial, área do cérebro responsável pelo desenvolvimento de planos e objetivos, o que indica que o cérebro da mãe se molda para coordenar melhor suas habilidades em prol de um objetivo, proteger o bebê e compreender melhor os seus sinais.” Explica Dr. Fabiano.

Sobre Dr. Fabiano de Abreu

Dr. Fabiano de Abreu Agrela Rodrigues, é um Pós-doutor e PhD em neurociências eleito membro da Sigma Xi, The Scientific Research Honor Society e Membro da Society for Neuroscience (USA) e da APA – American Philosophical Association, Mestre em Psicologia, Licenciado em Biologia e História; também Tecnólogo em Antropologia com várias formações nacionais e internacionais em Neurociências e Neuropsicologia. É diretor do Centro de Pesquisas e Análises Heráclito (CPAH), Cientista no Hospital Universitário Martin Dockweiler, Chefe do Departamento de Ciências e Tecnologia da Logos University International, Membro ativo da Redilat, membro-sócio da APBE – Associação Portuguesa de Biologia Evolutiva e da SPCE – Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação. Membro Mensa, Intertel e TNS.

Alguns destaques

Deixe um comentário

quatro × quatro =

Translate »