Início ColunaNeurociências Autismo e dores na barriga: Uma relação complexa

Autismo e dores na barriga: Uma relação complexa

Especialistas alertam para a alta prevalência de problemas gastrointestinais em pessoas com autismo e a importância de um diagnóstico preciso e tratamento individualizado.

por

As dores na barriga são um sintoma comum em pessoas com autismo, afetando até 70% da população autista. Essa relação complexa, que ainda está sendo estudada por especialistas, pode ter diversas causas, desde problemas gastrointestinais até dificuldades de comunicação e sensibilidade sensorial.

Problemas gastrointestinais:

A constipação é o problema gastrointestinal mais prevalente em pessoas com autismo, presente em cerca de 40% dos casos. Outros problemas comuns incluem diarreia, refluxo gastroesofágico e sensibilidade alimentar.

Dificuldades de comunicação:

A dificuldade em comunicar necessidades fisiológicas, como a necessidade de evacuar, pode levar à constipação ou incontinência fecal.

Sensibilidade sensorial:

A sensibilidade a texturas, cheiros ou sons específicos pode influenciar a alimentação e a evacuação, levando a recusas alimentares e retenção fecal.

Comorbidades:

Comorbidades como ansiedade e depressão, frequentes em pessoas com autismo, também podem contribuir para problemas digestivos.

Diagnóstico e tratamento:

É fundamental consultar um médico para identificar a causa das dores na barriga e da incontinência fecal em pessoas com autismo. O tratamento depende da causa específica e pode incluir:

  • Medicamentos: para constipação, diarreia ou refluxo gastroesofágico.
  • Fisioterapia: para fortalecer os músculos do assoalho pélvico e melhorar o controle intestinal.
  • Terapia ocupacional: para desenvolver habilidades de comunicação e autocuidado.
  • Mudanças na dieta: para reduzir a sensibilidade alimentar e melhorar a digestão.

Abordagem multidisciplinar:

Uma equipe multidisciplinar, composta por médicos, psicólogos, fisioterapeutas, nutricionistas e outros profissionais, é essencial para um tratamento completo e eficaz.

Lembre-se:

  • As dores na barriga não são um sintoma normal e devem ser investigadas por um médico.
  • O tratamento individualizado é essencial para melhorar a qualidade de vida das pessoas com autismo.
  • Buscar ajuda profissional e apoio de familiares e amigos é fundamental para lidar com os desafios do autismo.

Informações Adicionais:


Ao compreender a relação entre autismo e dores na barriga, podemos oferecer melhor suporte às pessoas com esse transtorno e garantir uma vida mais saudável e plena.

Alguns destaques

Deixe um comentário

18 − onze =

Translate »