Início ColunaNeurociências Afasia: Compreendendo os enigmas da linguagem e do cérebro

Afasia: Compreendendo os enigmas da linguagem e do cérebro

Existem vários tipos de Afasia, e um exemplo claro se encontra no cérebro, mais especificamente no hemisfério esquerdo, onde estão localizadas as áreas de Wernicke e Broca.

por Dr. Fabiano de Abreu Agrela Rodrigues

A capacidade humana de produzir e entender a linguagem, quando prejudicada, leva ao que é conhecido como Afasia. Existem vários tipos de Afasia, e um exemplo claro se encontra no cérebro, mais especificamente no hemisfério esquerdo, onde estão localizadas as áreas de Wernicke e Broca.

Indivíduos com danos na área de Wernicke possuem uma Afasia compreensiva ou receptiva. Eles podem falar fluentemente, pois a área responsável pela produção da fala está intacta, mas enfrentam dificuldades para compreender a linguagem, seja auditiva ou visual. Essa condição é um impedimento geral da linguagem, não da audição.

Por outro lado, pessoas com Afasia de Broca têm compreensão relativamente intacta, mas enfrentam grandes desafios para articular palavras. A lesão nesta área afeta a produção da linguagem, independente de ser verbal ou por meio de sinais. Este problema não se relaciona com a capacidade motora dos músculos envolvidos na fala, mas com a produção da linguagem em si.

Curiosamente, lesões em qualquer uma dessas áreas geralmente resultam em alguma dificuldade na outra função. Alguém com Afasia de Wernicke pode ter problemas na fala, enquanto alguém com Afasia de Broca pode ter dificuldades de compreensão. Isso se relaciona à ideia de que, ao ouvir algo, repetimos internamente, e isso ajuda na compreensão. Se a área de Broca está danificada, essa repetição interna é prejudicada, afetando também a compreensão.

Um exemplo poético disso é a experiência de um caso que pesquisamos, de um indivíduo que sofreu um AVC, resultando em Afasia de Broca. Sua recuperação, felizmente, foi significativa, um fenômeno comum em muitos sobreviventes de AVC. As palavras dela expressam de forma tocante a experiência vivida com essa condição.

CPAH – Centro de Pesquisa e Análises Heráclito

O CPAH, que significa Centro de Pesquisa e Análises Heráclito, é uma instituição dedicada à excelência em pesquisas, laboratório avançado, formação de pesquisadores, publicação de revista científica, recolocação profissional, registro de método, capacitação profissional e oferta de cursos especializados.

Destacamo-nos como os criadores do inovador projeto GIP – Genetic Intelligence Project, pioneiro na elaboração do primeiro relatório de inteligência por meio de testes genéticos, proporcionando uma estimativa precisa do QI humano.

Convidamos você a explorar mais sobre nossas atividades e conquistas em www.cpah.eu. Estamos comprometidos em impulsionar a pesquisa, inovação e desenvolvimento profissional, contribuindo para o avanço da ciência e da inteligência humana.

Alguns destaques

Deixe um comentário

onze + seis =

Translate »