Início ColunaNeurociências Regiões e sub-regiões cerebrais afetadas no transtorno de personalidade histriônica (TPH)

Regiões e sub-regiões cerebrais afetadas no transtorno de personalidade histriônica (TPH)

Pesquisas com alto impacto e credibilidade, como estudos de neuroimagem e neuropsicologia, identificaram as seguintes áreas como frequentemente afetadas no TPH

por Redação CPAH

O TPH é um transtorno mental complexo, com etiologia multifatorial, que envolve alterações em diversas regiões e sub-regiões cerebrais. Pesquisas com alto impacto e credibilidade, como estudos de neuroimagem e neuropsicologia, identificaram as seguintes áreas como frequentemente afetadas no TPH:

Córtex Pré-Frontal (CPF):

  • Medial (MPFC):
    • Funções: Regulação emocional, empatia,autoconsciência, tomada de perspectiva,processamento de recompensa.
    • Alterações no TPH: Diminuição da atividade e volume, conectividade prejudicada.
    • Neurotransmissores: Serotonina, glutamato.
  • Ventromedial (vmPFC):
    • Funções: Regulação das emoções negativas,tomada de decisões moral, processamento de aversão.
    • Alterações no TPH: Diminuição da atividade e volume, conectividade prejudicada.
    • Neurotransmissores: Serotonina, GABA.

Cíngulo Anterior:

  • Funções: Monitoramento de erros, detecção de conflitos, regulação da atenção, processamento emocional.
    • Alterações no TPH: Diminuição da atividade e volume, conectividade prejudicada.
    • Neurotransmissores: Serotonina, glutamato.

Amígdala:

  • Funções: Processamento de emoções,principalmente medo e raiva, memória emocional.
    • Alterações no TPH: Aumento da atividade e volume, hiper-reatividade a estímulos emocionais.
    • Neurotransmissores: Noradrenalina, glutamato.

Hipocampo:

  • Funções: Memória episódica, aprendizagem espacial, regulação do humor.
    • Alterações no TPH: Diminuição do volume,conectividade prejudicada.
    • Neurotransmissores: Serotonina, cortisol.

Núcleo Accumbens:

  • Funções: Processamento de recompensa,motivação, vício.
    • Alterações no TPH: Aumento da atividade e volume, hiper-reatividade a recompensas.
    • Neurotransmissores: Dopamina.

Outras áreas:

  • Lobo temporal medial: Processamento emocional, memória autobiográfica.
  • ínsula: Processamento de emoções interoceptivas (sensação corporal), tomada de decisões.
  • ínsula: Processamento de emoções interoceptivas (sensação corporal), tomada de decisões.

Observações:

  • As alterações no TPH são geralmente multifacetadas, incluindo mudanças na atividade,volume, conectividade e neurotransmissores.
  • A gravidade dos sintomas e a apresentação individual do TPH podem variar de acordo com as regiões e sub-regiões cerebrais mais afetadas.
  • As pesquisas sobre o TPH estão em constante evolução, e novos achados podem surgir no futuro.

Referências:

Alguns destaques

Deixe um comentário

sete + 19 =

Translate »